Domain-Driven Design

Quando eu trabalhava com Delphi, sempre começava a modelar o sistema a partir do banco de dados. Construia o DER, criava as tabelas, os relacionamentos, regras de integridade, etc. Mas ultimamente tenho trabalhado muito com Java, e os conceitos de modelagem orientada a objetos entraram em choque com a forma que eu vinha fazendo as coisas.

Mudar de paradigma é muito complicado… Você erra bastante no início, e fica desnorteado porque não é fácil encontrar referências; modelagem orientada a objetos é razoavelmente subjetiva e pode variar muito de desenvolvedor para desenvolvedor

Mas estou lendo um livro que está me ajudando muito: Domain-Driven Design, de Eric Evans. Não se trata de um livro técnico, e sim, conceitual. Descreve uma série de padrões que o ajudam a pensar em objetos, sem usar aquele jargão complicado e enfadonho dos livros de Engenharia de Software que estudamos na faculdade. Em suma, obrigatório para quem trabalha na área de desenvolvimento de sistemas com linguagens orientadas a objetos (não só Java, mas também C#, Ruby, etc).

Quem não quiser ler as 500 páginas do livro, pode recorrer ao resumo de 100 páginas entitulado “Domain-Driven Design Quickly”, disponível gratuitamente no site http://www.infoq.com/minibooks/domain-driven-design-quickly. No fim deste resumo, ainda tem uma entrevista com o autor da obra original.

Anúncios
Domain-Driven Design

Um comentário sobre “Domain-Driven Design

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s